Home / Sedução Prática / Chupa que é de uva

Chupa que é de uva

Muitas mulheres preferem às preliminares ao sexo propriamente dito, e na maioria das vezes é por causa de um bom sexo oral. Então, é bom você ter o sexo oral na ponta da língua! A primeira coisa a fazer, como em qualquer oura situação, é respeitar os limites da garota. É triste, mas tem gente que não faz e ponto final.

Aí é uma questão de preferência: se você não consegue viver sem a menina deixe o sexo oral de lado e fique com ela, mas se você não vive sem aquela velha chupadinha troca a menina. À vezes ter paciência basta, porque assim como qualquer outra variação de sexo, o oral requer intimidade para ser praticado. Para algumas pessoas a intimidade é gerada depois de uma ou duas tequilas, para outras é só depois de um “eu te amo”, mas esses são os extremos.

Também tem gente que não gosta de receber. Em geral são as mulheres graças à retrógrada tradição do sexo papai-mamãe em casa (e o resto é coisa de puta). Mas também tem alguns homens que não gostam de receber (mas essa eu não sei explicar!).

De qualquer forma, se for este o seu caso, basta explicar com jeito à garota, eu mesma não conheço nenhuma que deixe de fazer sexo por não ter que fazer oral no cara. Se você não sabe como pedir – porque é a primeira vez com essa gata, ou é a primeira vez que ela faz oral, ou é a primeira vez que você recebe – faça o que fizer, mas não se desespere! Não diga coisas do tipo “imagina que é um picolé” ou “chupa que é de uva” se gracinhas não fazem seu estilo… Frases assim descontextualizadas põem abaixo a sua imagem, o eu que você gastou horas (ou dias ou meses) construindo para conseguir levar essa menina para a cama.

Na hora do sexo, o nervosismo é seu único inimigo. O melhor conselho que eu posso dar é: peça da mesma maneira que conseguiu chegar até este momento. Aí sim, se ela se amarrou nas piadinhas que você usou até agora, ponha uma camisinha sabor uva, e o “chupa que é de uva” pode funcionar perfeitamente bem!

O fato é que sexo oral é muito instintivo, e hoje, de uma forma ou de outra, até mesmo a menina que nunca fez, sabe pelo menos (ou muito bem…), o que ela tem que por na boca (às vezes ela não sabe que o oral se estende ao saco escrotal, mas eu dou dica para meninos, não é?). Se você estiver se saindo bem dá vontade de retribuir, e não é segredo que uma chupetinha agrada gregos e troianos.

Aliás, gregos e troianos, e ainda, gregas e troianas! Quando for fazer sexo oral numa mulher é mais fácil ela ser grega ou troiana de verdade do que ela ser uma atriz pornô. Essas últimas, como você já viu nos filmes, ganham muitíssimo bem para demonstrar prazer até nas dentadas, mas nós, as mulheres do mundo real, somos pelo menos uns cinco milhões de vezes mais sensíveis. Logo, é fácil você nos machucar mesmo na melhor das intenções.

Mas não fique desconsolado porque funciona com o Frota e não funciona com você, ele nem faz o estilo da maioria das meninas que eu conheço, a tara é mais pela atitude… Mas isso é papo para outro artigo, vamos manter o foco. A pele do órgão sexual feminino (exceto os grandes lábios) é tão ou mais sensível do que a pele da cabeça do pênis. Uma dica bem válida: você deve tomar cuidado até quando você puxa a pele para facilitar a visualização e o acesso ao clitores, e o oral pode ser de-li-ci-o-so mesmo sem esse puxa-estica. Existe uma infinidade de movimentos já listados para o sexo oral (você pode reciclar os mesmos movimento na hora de masturbá-la), afora os que você inventa na hora por instinto, ou mesmo pelas dicas que a garota dá. Zero: faça círculos com a língua ao redor do clitores. Oito: desenhe um oito com a língua sendo que as “linhas” devem se cruzar exatamente em cima do clitores.

Vai-e-vem horizontal: auto-explicativo. Vai-e-vem vertical: … Todos esses movimentos podem ser feitos com a boca aberta, e com a variação “canudinho”, que é quando você segura ao redor do clitores de leve com os lábios e chupa (de leve, rapazes!) enquanto realiza algum dos movimentos. Pressão: não tente arrancar o clitores de onde ele está! É claro que ele não é totalmente fixo, mas repare até onde você pode empurrar (com a língua, lábios…) sem abusar da elasticidade da pele do local.
Então, agora que você já caiu de boca, há duas opções: Primeira: se você não mudar o movimento do começo ao fim o orgasmo é mais rápido. Segunda: se você alternar os movimentos entre si, ou com outras carícias, o orgasmo é mais intenso. Se você consegue, de uma forma ou de outra, dar um orgasmo à sua parceira, você já está em um seleto grupo de homens que se importam com o prazer da menina, e acredite, você só ganha com isso, eu já disse e repito, as mulheres adoram retribuir!

O clitores é o centro do prazer feminino, mas nunca, jamais se esqueça dos arredores. Monte de Vênus, grandes e pequenos lábios, virilhas, períneo e ânus (o que ela permitir) também têm infinitas possibilidades para o sexo oral, no qual força não é sinônimo de prazer – toda regra tem sua exceção. Vale dizer que, na dúvida, perguntar (sobre pressão, posição…) não ofende. A menina fica satisfeita de saber que você está preocupado com o prazer e o bem estar dela durante o sexo. Mas não pergunte demais, senão você passa de preocupado para inseguro, e nenhuma garota quer um cara que não tem certeza do que faz na cama.

Sobre Lua Dantas

Leia também

A guy and girl embracing in a hotel at night.

Vídeo: 2 dicas para superar a rejeição

E ae meu amigo tudo bom? Prepararei um vídeo especial para você com 2 dicas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Curso GRATUITO

Aprenda os SEGREDOS para Vencer a Timidez e Conquistar QUALQUER Mulher! INSCREVA-SE AGORA >>Acesso Imediato<<

100% Seguro e Livre de Spam

Curso GRATUITO

Aprenda os SEGREDOS para Vencer a Timidez e Conquistar QUALQUER Mulher! INSCREVA-SE AGORA >>Acesso Imediato<<

100% Seguro e Livre de Spam

Quer Acessar a Área VIP? Clique AQUI
Quer Acessar a Área VIP? Clique AQUI